Antes de mais nada, para iluminar um local, é necessário certo conhecimento sobre a importância da iluminação e seus diferentes tipos e aplicações. As luzes podem ressaltar, esconder, aumentar, diminuir, dar vida a espaços e interferir nos sentimentos, produtividade, concentração e saúde das pessoas que passarão algum tempo no ambiente. Quem nunca ficou num ambiente extremamente quente por causa da lâmpada? Quantos de nós não tivemos dificuldades para fazer uma boa leitura pois a iluminação estava “cansando a vista”? É por causa desse tipo de problema que precisamos iluminar adequadamente cada ambiente e, nada melhor do que um bom projeto para definir onde colocar cada tipo de luminária, lâmpadas, etc.

A função do projeto luminotécnico é entender a função de cada ambiente e criar a harmonia necessária para as pessoas que vão conviver nele conciliando conhecimentos sobre iluminação e arquitetura. O responsável pelo projeto tem que levar em consideração os gostos e preferências do cliente, sempre mostrando os conceitos do projeto para que o dono do local possa usufruir de cada detalhe da melhor maneira sem perder a sua identidade.

Um projeto bem feito é aquele que alia luz natural e artificial, garantindo conforto e bem estar, beleza, funcionalidade e economia (seja na otimização de insumos e materiais utilizados na obra quanto no baixo consumo de energia elétrica). Antes de mais nada, o projetista precisa entender qual é a finalidade do ambiente. Existem locais onde a preocupação é que a quantidade de iluminação seja adequada como, por exemplo, um centro cirúrgico. Este precisa ser muito bem iluminado para que se tenha muita atenção ao que se está fazendo. Já em outros locais, a questão é a eficiência energética relacionada a baixo custo com esse insumo. Por exemplo, um depósito/armazém, cujo objetivo é conseguir iluminação sem tanta necessidade de que o local tenha uma boa aparência estética. Já para um cassino, a estética é essencial, as luzes devem chamar a atenção para que os clientes se interessem por aquele local. Por isso é muito importante saber qual o tipo de luminária e tipo de lâmpada que serão utilizados e assim, calcular os circuitos elétricos, sempre levando em consideração os aspectos humanos, arquitetônicos, financeiros e ambientais.

Muitas pessoas acabam optando por não pagar pelo projeto luminotécnico por acreditar que podem gastar o valor em outras coisas como nos próprios lustres e luminárias. Porém, por experiência própria, é possível dizer que, um projeto luminotécnico mediano já se paga. Isso ocorre porque com ele em mãos, o cliente consegue explicar melhor o que ele precisa, calcular exatamente a quantidade de luminárias e lâmpadas necessárias para cada ambiente de forma a não deixá-lo muito escuro nem muito claro, garantindo o conforto necessário. É importante ressaltar que, quando falamos em qualidade de projeto, estamos pensando em algo que traga excelente custo-benefício não só com a compra dos materiais mas também pensando em uma manutenção barata e fácil, sem prejuízos futuros. De nada adianta comprarmos uma luminária barata hoje e daqui três meses ela não funcionar porque ela não foi projetada para ficar no jardim e não tem vedação para isso. Também não adianta comprarmos uma lâmpada que esquenta muito e depois de um tempo ter que trocá-la porque ninguém consegue ficar no ambiente por muito tempo, trazendo estresse e mal humor. Isso tudo sem pensar em problemas mais graves como um risco de incêndio por utilização de pontos de iluminação em cabos elétricos que não foram dimensionados para essa quantidade de pontos, por exemplo.

No geral, um bom projeto luminotécnico deve conter pelo menos a planta do local e especificações de lâmpadas, luminárias e pontos elétricos. Já um projeto completo deve conter os desenhos (plantas, cortes, perspectivas e detalhes) e memorial descritivo com as especificações de lâmpadas, luminárias, pontos elétricos, pontos de som, telefônico e demais equipamentos, caso necessário e deve seguir a NBR ISO 8995-1. Essa norma brasileira especifica os requisitos de iluminação para locais de trabalho internos e as condições para que os profissionais desempenhem tarefas visuais de maneira eficiente, com conforto e segurança durante todo o período de atividade

 

Projeto Luminotécnico - Estudio Cruz
Crédito: Instagram EstudioDanielCruz – “Com um projeto luminotécnico bem elaborado, podemos ter um jardim durante o dia e outro à noite! As luzes destacam detalhes que durante o dia passaram despercebidos e vice versa! Dica: utilize LED em tudo! O planeta agradece!”

 

Bibliografia:

http://www.estudiodanielcruz.com.br/

https://www.interioresdesignin.wordpress.com/2010/05/27/projeto-lumonitecnico-ou-luminotecnica-o-que-e/

http://www.leiladionizio.com.br/luminotecnica/

http://www.luxmaior.com.br/projeto-luminotecnico.php

 

Anúncios