Na hora de iluminar uma casa, um jardim ou seu comércio, estamos sempre no limite do nosso orçamento, afinal, aqueles móveis caros, aquele pedreiro nó cego já atrapalharam nossos planos financeiros.

Porém, esta parte, de iluminação, é uma das mais importantes no resultado final do seu ambiente. Isso porque, como já dissemos neste post (e neste também), cada tipo de luminária acaba realçando ou sumindo com determinado detalhe que você tanto quis colocar neste local. Sem contar a segurança do seu ambiente. Se você já morou ou esteve em um local onde o disjuntor cai com frequência, ou há redução da luminosidade de uma lâmpada sempre que se liga um equipamento, como máquina de lavar e forno de micro-ondas, ou se as tomadas esquentam quando estão em funcionamento, então é possível que o local em questão tenha sido mal dimensionado e pode estar com problemas. Esses problemas vão desde má utilização da corrente elétrica (desperdícios), choque elétrico, curto circuito até incêndio.

incendio
Crédito: http://www.nic-nagoya.or.jp/portugues/po/archives/18606

Sendo assim, vamos passar algumas outras dicas sobre o porque temos que contratar um projeto luminotécnico ou engenheiro para que você tenha um ambiente com qualidade percebida e não percebida adequado:

  • Projeto Elétrico: Um bom projeto de elétrica tem três diretrizes importantes: segurança, eficiência e consumo consciente. Com relação a segurança, precisamos saber se a quantidade e o tipo de disjuntor está adequado pela quantidade de pontos e equipamentos a serem utilizados. Um engenheiro eletricista vai resolver facilmente essa questão. Já vi casos em que o “eletricista” pediu um cabo de 1,5mm² para instalar novas tomadas. E quando vamos comprar o cabo, acabamos optando por esse por ser muito mais barato. O problema é que, de acordo com a norma técnica NBR 5410, a seção mínima para as tomadas de uso geral é 2,5mm² e para os circuitos de iluminação é 1,5mm². Não há problema em utilizar uma seção nominal superior, porém, ela só não pode ser inferior. E o que acontece caso eu utilize uma secão inferior? Pode ocorrer uma sobrecarga do cabo e até um curto circuito, gerando incêndio. Com relação a eficiência, precisamos saber a importância de se utilizar cada tipo de luminária, cada tipo de lâmpada para que se consiga chegar a um consumo eficiente e consciente.

    i169935
    Crédito: http://equipedeobra.pini.com.br/construcao-reforma/27/plantas-aterramento-residencial-de-cobre-160316-1.aspx
  • Adaptação e Revisão dos Equipamentos Elétricos: Nunca se esqueça que o mundo está em plena transformação. Há dez anos eu não precisava pensar num carregador de celular porque eu não tinha celular e, quem tinha, não utilizava ele como despertador, computador e outras coisas a ponto de precisar de uma tomada do lado do sofá, do lado da cama, do lado da mesa. Por isso. adapte e regularize instalações antigas para que suportem novos equipamentos e revise a cada 5 anos.
  • Disjuntores: Os disjuntores são dispositivos capazes de atuar na proteção de correntes de curto-circuito ou em casos de  sobrecarga. Ele tem três funções: proteger os cabos contra sobrecargas e curto-circuitos, permitir o fluxo normal de corrente sem interrupções e garantir a segurança das instalações e dos utilizadores. Quando há uma corrente superior a que ele suporta, ele interrompe o fluxo de energia instantaneamente evitando, assim, prejuízos aos equipamentos ligado a ele. Por isso, é importante revisar e testar os disjuntores com frequência.
  • Aterramento: Você é uma daquelas pessoas que tira o pino do seu notebook porque não encaixa na sua tomada correto? Porém, ele é muito importante. Se sua tomada tiver sido instalada corretamente, com o aterramento, o pino “extra” serve para você conectar o aterramento do seu equipamento eletrônico ao cabeamento que deverá estar aterrado. E para que serve esse aterramento? O sistema de aterramento serve para “transmitir” uma sobrecarga que fica na superfície metálica dos aparelhos ou para desviar corrente de uma sobrecarga evitando que o equipamento pare de funcionar e que você ou alguém na sua casa tomem um choque elétrico.
ref_ele_tomadas7
Crédito: http://www.fazfacil.com.br/reforma-construcao/fios-condutores-eletricidade/2/
  • Cores dos Fios: É importante manter um padrão já que, caso você precise chamar alguém para resolver um problema, se as cores dos cabos tiverem sido instalados de forma correta, o eletricista conseguirá rapidamente fazer o reparo. A cor azul clara deve ser utilizada para os condutores neutros, e os condutores na cor verde ou verde/amarelo, devem ser utilizados para o condutor terra. As demais cores possuem uso livre. Essa regra também é dada pela norma técnica NBR 5410 – Instalações elétricas de baixa tensão.

    benjamin-inadequado
    Crédito: https://www.mundodaeletrica.com.br/benjamin-t-eletrico-adaptador-tomada/
  • Gambiarras: Quem nunca utilizou um benjamin indiscriminadamente? O “Benjamin” é um nome popular para adaptadores de tomadas, que também podem ser chamado de “T” ou “Te”. É um dispositivo elétrico usado para multiplicar os espaços para a conexão de plugs em tomadas, podendo assim ligar diversos aparelhos e eletrodomésticos em uma mesma tomada. Este nome benjamin é em homenagem ao cientista e ex-presidente americano Benjamin Franklin que contribuiu com muitas invenções e estudos na história da eletricidade.
    gammbi
    Crédito: http://fisicavittavivace.blogspot.com.br/2014/10/alguns-exemplos-do-que-nao-fazer-em.html

    Mas, afinal, qual o problema com o Benjamin? Cada tomada é dimensionada para uma potência máxima de aparelhos que devem ser ligados na mesma. Quando usamos um dispositivo benjamin possibilitamos que mais equipamentos sejam ligados a esta mesma tomada aumentando sua potência. O aumento de potência em uma parte do circuito faz com que naquele ponto haja um aumento da corrente circulante. Se os condutores e a tomada tiverem uma corrente acima da máxima calculada para aquele ponto do circuito, um aquecimento vai começar a ocorrer e neste momento o benjamin se torna extremamente perigoso. Muitos incêndios residenciais se iniciam pelo mau uso do benjamin e das extensões de tomadas.

 

Tem dúvidas, críticas, sugestões? Divida comigo e me ajude a melhorar esse blog! Faça seu comentário!

 

Fontes:

https://www.mundodaeletrica.com.br/benjamin-t-eletrico-adaptador-tomada/

http://estilo.uol.com.br/casa-e-decoracao/listas/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-eletricidade-e-iluminacao.htm

Anúncios