Os Jogos Olímpicos Rio 2016 já pode ser considerado um sucesso! Tecnologias utilizadas ajudaram a melhorar os recordes batidos e mitos entraram cada vez mais para a história com a conquista de novas medalhas! O Brasil também conseguiu medalhas em esportes que nunca foram o foco do esporte nacional! Ninguém pode dizer que um medalhista olímpico não batalhou. Foram anos e anos de preparo, de luta, de disputa mental para aguentar a pressão interna de desistir. Para no final, depois de tudo isso, ser agraciado com uma Medalha Olímpica! No geral, essas histórias de superação são lindas e trazem uma emoção especial conhecer melhor cada atleta. Mas existe uma história de preparação para esse momento da entrega da medalha que ainda não conhecemos. É o processo de fabricação da medalha olímpica!

Primeiro um pouco de história

Em 1896, nos primeiros Jogos da Era Moderna, em Atenas, os vencedores eram coroados com uma oliveira e recebiam uma medalha de prata. Em 1904, em St Louis, pela primeira vez foram concedidas medalhas de ouro, prata e bronze para o primeiro, segundo e terceiro lugares. Desde 1928, as medalhas olímpicas são padronizadas. Em um dos versos havia uma deusa da vitória e do outro lado a identidade visual da Olimpíada em questão. Em Atenas 2004, o Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou pedido do Comitê Organizador Local para uma atualização na versão da deusa da vitória e do estádio olímpico. Em Roma 1960, os vencedores passaram a receber as medalhas nos pescoços. E nas edições subsequentes, fitas coloridas passaram a ser usadas.

rio-2016-2
Crédito: http://torcedores.com/noticias/2016/07/rio-2016-veja-qual-esporte-deu-mais-medalhas-para-o-brasil-nos-jogos-olimpicos

Na edição anterior ao Rio 2016, a medalha olímpica trazia a deusa da vitória no centro da imagem, como se voasse em direção ao estádio olímpico Panathinaikos, acompanhada de uma inscrição da Olimpíada de Londres. Do outro lado, um emblema dos Jogos de 2012 ficava no centro. O projeto também tinha a fita colorida representando o Rio Tâmisa, Londres e riscos que representavam o esforço dos atletas olímpicos.

A medalha dos Jogos Rio 2016

Para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o objeto de desejo dos atletas foi criado num processo minucioso e sensível, pela Casa da Moeda, que valoriza a sustentabilidade e a acessibilidade. A medalha foi modelada a mão por artistas da Casa da Moeda do Brasil e depois escaneada. Depois, a imagem foi digitalizada e ganhou seus último contornos. Ao todo foram produzidas 5.130 medalhas, sendo 2.488 olímpicas e 2.642 paralímpicas com a ajuda de mais de 100 funcionários da Casa da Moeda.

fabricacao1
Crédito: http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/2016/06/rio-2016-lanca-medalhas-dos-jogos.html

Todo o ouro utilizado na produção das medalhas é inteiramente isento de mercúrio e tem sua rastreabilidade controlada por critérios de sustentabilidade, desde a extração até o refino. A mineradora que forneceu o ouro foi auditada pela CMB e pelo Comitê Rio 2016.

Além da preocupação com o método de extração do ouro, também foram verificados outros critérios de sustentabilidade, como o cumprimento das leis ambientais e trabalhistas.

Na fabricação das medalhas de ouro também é utilizada como matéria-prima a prata, que é reciclada (92,5% de pureza). A prata é proveniente de resíduos de espelhos, de desembaçadores de para-brisas automotivos traseiros (tinta condutiva), de soldas que contêm prata e de chapas de raios-X (fotolito). Todo esse material passou por processos de extração, fundição e purificação, até resultar na prata reciclada para a produção das medalhas de ouro.

Mais de 40% de todo o cobre utilizado na produção das medalhas de bronze é oriundo de resíduos industriais da própria CMB. Em vez de ser descartado, o metal foi fundido e descontaminado na própria empresa para dar origem à liga necessária para a confecção das medalhas de bronze.

As fitas das medalhas foram tecidas, em média, com 50% de fios PET, que também reciclados. Já os materiais dos produtos provenientes de madeira, como estojos, certificados e diplomas, têm a certificação Forest Stewardship Council (FSC). Eles garantem as madeiras produzida em áreas com atividade ambiental sustentável e socialmente responsável.

montagem-medalhas-olimpicas
Medalhas Olimpíadas Rio 2016 – http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/2016/06/rio-2016-lanca-medalhas-dos-jogos.html

Nas medalhas paralímpicas, a diferenciação é feita para garantir a acessibilidade. A composição metálica, o formato e os relevos são os mesmos da olímpica. Mas há mudança nos desenhos e nelas existe um dispositivo interno que emite sons metálicos, o que permite ao atletas com deficiência visual a melhor identificação. Cada uma dessas medalhas contam com uma espécie de guizo interno com esferas de aço. A de bronze contém 16 esferas, a de prata 20 e a dourada 28, o que permite a diferenciação sonora entre elas.

27593739251_9431e681df_o
Medalhas da Paraolimpíadas – Crédito: http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/2016/06/rio-2016-lanca-medalhas-dos-jogos.html

“Essas medalhas foram concebidas com muita imaginação e coração, com determinação e discussão para sair um belo produto que reflete em cada detalhe o Brasil e os brasileiros. O guizo nas medalhas paralímpicas é inédito e mágico. Gostaria muito de dar a primeira medalha ao primeiro medalhista brasileiro, não importa quem seja”, disse o presidente da Comissão de Coordenação do Rio 2016 e medalhista de ouro nos 400m com barreiras em Los Angeles 1984, Nawal El Moutawakel.

As medalhas de premiação, que são as mais pesadas da história dos Jogos Olímpicos, pesam, aproximadamente, 500g e são abauladas, com o centro ligeiramente mais alto. Nas bordas há uma gravação a laser que permite a identificação da categoria e da disciplina esportiva. A fixação das fitas é feita por um pino mola.

E01fPoW9

Crédito: https://www.rio2016.com/noticias/rio-2016-apresenta-as-medalhas-dos-jogos-olimpicos-e-paralimpicos

Os dois lados das medalhas de premiação olímpicas (anverso e reverso) são únicos para todas as medalhas, em todas as modalidades. O anverso tem a imagem padrão da deusa Nike (deusa da mitologia grega que simboliza a vitória, velocidade e força), que é obrigatório desde 2004. O reverso traz os louros e a marca dos Jogos Rio 2016.

O símbolo Paralímpico ilustra o anverso da respectiva medalha (ouro, prata e bronze), bem como o nome oficial dos Jogos Paralímpicos e a escrita em Braille. O reverso é composto pela marca dos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

embalagem-das-medalhas-olimpicas-rio-2016-2
Crédito: http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/2016/06/rio-2016-lanca-medalhas-dos-jogos.html

Abaixo é possível ver como elas foram fabricadas:

Tem dúvidas, críticas, sugestões? Divida comigo e me ajude a melhorar esse blog! Faça seu comentário!

Fontes:

Rio 2016: Medalhas Olímpicas e Paralímpicas são as mais sustentáveis da história dos Jogos

https://www.rio2016.com/noticias/rio-2016-apresenta-as-medalhas-dos-jogos-olimpicos-e-paralimpicos

http://esporte.ig.com.br/olimpiadas/2016-08-19/ouro-fabricacao-medalhas-rio-2016.html

http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/2016/06/rio-2016-lanca-medalhas-dos-jogos.html

 

Anúncios