Empurre um objeto numa direção e, ao contrário de todos os objetos físicos conhecidos no mundo, ele não irá se acelerar na direção em que foi empurrado – ele acelera para trás, na sua direção. Assim se comporta o objeto com massa negativa criado por Mohammad Khamehchi e seus colegas da Universidade do Estado de Washington, nos EUA.

Não é exatamente uma novidade experimental, mas Khamehchi idealizou um sistema que permite um controle sem precedentes da “massa negativa”, eliminando dúvidas sobre experimentos anteriores e abrindo o caminho para a utilização da técnica em outros estudos.

Esta descoberta desafia a Segunda Lei de Newton, conhecida como o Princípio Fundamental da Dinâmica, segundo a qual, quando empurrado, o objeto se acelera na mesma direção que a força aplicada nele.

Em teoria, a matéria pode ter massa negativa, da mesma forma que uma carga elétrica pode ser positiva ou negativa. O fenômeno foi descrito na publicação científica Physical Review Letters. Uma equipe de cientistas, da Washington State University (WSU), esfriou átomos de rubídio a uma temperatura pouco acima do zero absoluto (perto de -273ºC), gerando o que é conhecido como Condensado de Bose-Einstein.

Nesse estado da matéria, as partículas se comportam como ondas, se movem de forma extremamente lenta, conforme previsto pela mecânica quântica.

Elas também se sincronizam e se movimentam juntas no que é conhecido como superfluido, que flui sem perder energia.

Para criar as condições para a massa negativa, os pesquisadores usaram lasers para capturar os átomos de rubídio e empurrá-los para frente e para trás, mudando a forma como eles giram.

Quando os átomos foram liberados da “armadilha do laser”, eles se expandiram, revelando massa negativa. “Com massa negativa, se você empurrar alguma coisa, ela acelera em sua direção”, disse o coautor Michael Forbes, professor-assistente de Física da WSU. “Parece que o rubídio se choca contra uma parede invisível”.

A técnica poderia ser usada para entender melhor o fenômeno, dizem os pesquisadores. “Primeiramente, nos chamou atenção o controle que temos sobre a natureza da massa negativa, sem quaisquer complicações”, diz Forbes.

A equipe acredita que seu experimento ajudará a esclarecer comportamentos similares já observados experimentalmente em outros sistemas, explicando esses comportamentos anômalos em termos de massa negativa. Isso cria uma ferramenta para estudar a física análoga observada na astrofísica, como nas estrelas de nêutrons e em fenômenos cosmológicos como buracos negros e energia escura, onde é impossível realizar experimentos.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos! Vamos fazer chegar ao máximo de pessoas possível!

Tem dúvidas, críticas, sugestões? Divida comigo e me ajude a melhorar esse blog! Faça seu comentário!

Fontes:

  • http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=objeto-massa-negativa-desafia-leis-fisica&id=020130170420#.WPyyZ4jyvDc
  • http://www.bbc.com/portuguese/geral-39652571
  • http://engenhariae.com.br/tecnologia/desafiando-leis-da-fisica-cientistas-criam-objeto-com-massa-negativa/

Anúncios