A companhia destacou que as vendas dos imóveis no estoque foram sensivelmente impactadas pela turbulência política

As vendas líquidas da incorporadora Eztec atingiram R$ 40 milhões no segundo trimestre de 2017, crescimento de 38,2% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com relatório divulgado nesta quinta-feira, 13, pela companhia.

As vendas líquidas no trimestre são resultado de vendas brutas de R$ 149 milhões e distratos de R$ 109 milhões. Já no acumulado do primeiro semestre, as vendas líquidas foram de R$ 49 milhões, recuo de 11,5%.

A companhia destacou que as vendas dos imóveis no estoque foram sensivelmente impactadas pela turbulência política. O resultado, entretanto, foi parcialmente compensado pela venda de unidades em lançamento.

A incorporadora Eztec lançou, no segundo trimestre, seu primeiro empreendimento de 2017. O projeto batizado de Legittimo Vila Romana tem valor geral de vendas (VGV) de R$ 49 milhões e é composto por 54 apartamentos. Com isso, os lançamentos da companhia ficaram 45,9% abaixo do registrado no segundo trimestre do ano passado. No semestre, o recuo foi de 65,5%.

Dentro de 30 dias do lançamento do Legittimo Vila Romana, 40% das unidades já haviam sido vendidas, alcançando a marca de 56% até o fim do trimestre – representando uma contribuição de R$ 25,5 milhões às vendas líquidas. A Eztec explicou que o empreendimento lançado está dentro do segmento de média-alta e alta renda, que mostra maior resiliência nesse período em que a renda e o crédito imobiliário estão reduzidos.

Além disso, o projeto está situado na Vila Romana, zona oeste de São Paulo, que conta com boa demanda orgânica, sem a tentativa de estimular fluxos migratórios dos consumidores. A companhia observa ainda que o projeto tem poucas unidades, reduzindo o risco associado aos lançamentos. “Dentro desse perfil, o Legittimo Vila Romana foi lançado em abril e já demonstra velocidade de venda adequada”, informou a companhia.

No fim do segundo trimestre de 2017, a Eztec adiantou a entrega de duas fases do empreendimento Cidade Maia, situado em Guarulhos (SP): as fases Jardim e Botânica, originalmente planejadas para o terceiro trimestre.

Estas consistem, respectivamente, de 280 e 566 unidades (VGV de lançamento de R$ 166 milhões e R$ 261 milhões), das quais 60% encontram-se vendidas. Para o segundo semestre, estão planejadas entregas de mais sete empreendimentos, totalizando 1.284 unidades, das quais 68% já estão vendidos, segundo a empresa.

Texto de: CIRCE BONATELLI, EXAME.COM, 13/07/2017 às 20:19 horas 

Gostou dessa notícia? Compartilhe com seus amigos! Vamos fazer chegar ao máximo de pessoas possível!

Tem dúvidas, críticas, sugestões? Divida comigo e me ajude a melhorar esse blog! Faça seu comentário!

Anúncios