Quantas vezes você já não se pegou pensando: “quanto eu cobro para fazer esse serviço”? Essa é uma das grandes dúvidas não só de engenheiros e arquitetos mas de todas as pessoas que vendem serviços. É algo muito difícil de mensurar.

Você arquiteto ou urbanista, sabe quanto cobrar? Sim, isso mesmo, esse site tem o nome voltado para engenheiros mas também gostamos dos arquitetos, rsrs. Brincadeiras a parte, vamos falar um pouco sério. Você sabia que o CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo) tinha tabelas de honorários?

Foi pensando na dificuldade do dia a dia que o CAU lançou (há um bom tempo atrás mas não temos muita divulgação sobre isso) as  Tabelas de Honorários de serviços de arquitetura e urbanismo. Porém, como ninguém sabe dessa informação achamos melhor disponibilizá-la por aqui.

logoMobile.png

Segundo Haroldo Pinheiro, presidente do CAU/BR “trata-se de um documento que visa antes de tudo resgatar o valor do nosso trabalho profissional, esclarecendo para a sociedade a complexidade das atividades envolvidas na elaboração e execução de projeto. É a realização de uma meta antiga, proposta pelas entidades nacionais de arquitetos e urbanistas – IAB, FNA, AsBEA, ABEA e ABAP, com participação da FeNEA e da AsBAI – , e ratificada pelo artigo Artigo 28 da Lei 12.378/2010, que determina ao CAU/BR ‘aprovar e divulgar tabelas indicativas de honorários dos arquitetos e urbanistas’.”

A Tabela de Honorários, dividida em três módulos que abarcam as mais de 240 atividades diferentes que fazem parte das atribuições dos arquitetos e urbanistas, é uma referência única para profissionais de todo o país, um documento fundamental para orientar os contratos recomendados pelo Código de Ética e Disciplina, evitando práticas abusivas ou aviltantes de preços. Também tem a missão de fixar e detalhar os serviços
cobertos e descobertos pela remuneração estabelecida e nortear decisões em eventuais disputas judiciais.

Ela não tem a função de se sobrepor à negociação entre arquiteto e cliente, uma vez que um orçamento criterioso deve ser ponderado em relação à conjuntura econômica, à capacidade de produção, ao potencial criativo e à capacidade administrativa de cada empresa ou profissional, dentre outros fatores. Porém deve-se sempre observar que o Código de Ética e Disciplina do CAU/BR recomenda que o arquiteto e urbanista apresente suas propostas de custos de serviços de acordo com a Tabela.

Baixe Aqui o Módulo 1 – Remuneração do Projeto Arquitetônico de Edificações

Baixe Aqui o Módulo 2 – Remuneração de Projetos e Serviços Diversos

Baixe Aqui o Módulo 3 – Remuneração de Execução de Obras e Outras Atividades

Infelizmente não encontramos a tabela de honorários do CREA. Se alguém puder nos ajudar nós também disponibilizaremos aqui.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais, seja engenheiro, arquiteto ou simpatizante! Vamos fazer chegar ao máximo de pessoas possível para tentar mudar a vida de outras pessoas e melhorar o mundo!

Quer receber mais notícias como essa? Cadastre-se neste site (aqui ao lado) e receba as novidades!

Tem dúvidas, críticas, sugestões? Divida comigo e me ajude a melhorar esse blog! Faça seu comentário!

Fontes:

  • http://honorario.caubr.gov.br/download/

Anúncios