Advertisements

Engenheiro na Web

Notícias de engenharia, arquitetura, informações sobre tecnologias inovadoras e novidades que fazem um mundo melhor!

Amsterdã proibirá carros e motocicletas a gasolina e diesel até 2030

4 min read
O conselho da cidade holandesa planeja iniciar a mudança como parte de um esforço para limpar a poluição do ar, que as autoridades culpam por encurtar a expectativa de vida dos habitantes de Amsterdã em um ano
As autoridades dizem que a poluição está encurtando a expectativa de vida dos habitantes de Amsterdã em um ano. Foto: Alamy - The Guardian

O conselho da cidade holandesa planeja iniciar a mudança como parte de um esforço para limpar a poluição do ar, que as autoridades culpam por encurtar a expectativa de vida dos habitantes de Amsterdã em um ano.

O plano de ação de ar limpo visa tornar a capital holandesa “líder mundial em transporte livre de emissões”.

Sharon Dijksma, conselheira responsável pelo trânsito da cidade, disse que os moradores “vivem em média menos um ano devido ao ar sujo” e que o plano deve “prolongar a saúde do Amsterdammer médio em três meses”.

“A poluição costuma ser um assassino silencioso e é um dos maiores riscos à saúde em Amsterdã”, disse Dijksma, anunciando a decisão do município.

A partir do próximo ano, carros a diesel com 15 anos ou mais serão proibidos de entrar na rodovia A10 em torno da capital holandesa.

Ônibus públicos e ônibus que emitem fumaça de escapamento não entrarão mais no centro da cidade a partir de 2022. Até 2025, a proibição será estendida às embarcações de recreio em suas águas, ciclomotores e ciclomotores leves.

Todo o tráfego dentro da área construída deve ser livre de emissões até 2030, no âmbito do plano de ação de ar limpo.

A cidade planeja encorajar seus moradores a mudar para carros elétricos e a hidrogênio, oferecendo estações de carregamento para todos os compradores de tal veículo. Espera-se que o mercado de carros elétricos de segunda mão floresça nos próximos anos.

Atualmente a capital conta com 3 mil postos de recarga para carros elétricos e este número precisa ser muito maior.  Especialistas apontam que será necessário a criação de entre 16 mil e 23 mil estações de recarga até 2025 para poder atender a demanda de uma frota do volume previsto.


A cidade precisará de mais 20.000 pontos de recarga para acomodar veículos totalmente elétricos. CREDIT: CORBIS NEWS

Em grande parte devido ao tráfego pesado nas cidades de Amsterdã, Maastricht e Roterdã, a poluição do ar na Holanda é pior do que as regras européias permitem. Há preocupações de que os níveis de dióxido de nitrogênio e emissões de partículas estejam causando doenças respiratórias.

Mas o plano já incitou fortes reações na Holanda, com uma organização automobilística marcando-a como “bizarra” e imaginando como as pessoas normais pagariam carros elétricos.

“É bom ressaltar que essas são as nossas ambições”, disse Marten Grupstra, porta-voz do departamento de transportes de Amsterdã. “As pessoas estão preocupadas com os custos, mas entendemos que esta é uma grande transição e só é possível se for acessível a todos: os carros elétricos ficarão mais baratos, mas as pessoas que não podem pagar devem ter outras isenções ou subsídios e dentro da política do país. ”

A Associação Rai, o grupo de lobby da indústria automotiva, condenou o plano como bizarro e regressivo. Um porta-voz disse: “Muitas dezenas de milhares de famílias que não têm dinheiro para um carro elétrico logo serão deixadas de fora. Isso faz de Amsterdã uma cidade dos ricos.

“Em 2030, cerca de um terço dos carros serão elétricos, esperamos. Mas também haverá muitas pessoas que não conseguirão pagar isso até então. ”

Em janeiro de 2018, o conselho holandês de saúde pediu ao governo que elaborasse uma estratégia ambiciosa para melhorar a qualidade do ar na Holanda, alertando que o “manto de poluição” causaria grandes problemas de saúde no país.

Autoridades municipais e governos em todo o mundo estão se movendo para empurrar carros que produzem emissões de gases do efeito estufa fora de suas ruas.

Outras cidades europeias também já divulgaram medidas parecidas para combater a poluição e reduzir suas emissões de carbono. França (saiba mais aqui) e Reino Unido (clique aqui) anunciaram, em 2017, o fim das vendas de carros a gasolina e diesel, a partir de 2040, assim como, no ano passado, Madri começou a restringir o acesso a veículos a gasolina fabricados antes de 2000 e a veículos a diesel fabricados antes de 2006. Roma prometeu banir os veículos a diesel do centro da cidade até 2024.

O governo dinamarquês disse que quer proibir a venda de novos carros a gasolina e diesel a partir de 2030 e veículos híbridos a partir de 2035.

Um estudo internacional revelou que o diesel foi responsável pela morte de 38 mil pessoas em 2015. Cientistas analisaram efeitos de subprodutos tóxicos da queima do combustível sobre mortes precoces em onze países, inclusive o Brasil.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais, seja engenheiro, arquiteto ou simpatizante! Vamos fazer chegar ao máximo de pessoas possível! Conhecimento nunca é demais e com conhecimento poderemos mudar a vida de outras pessoas e melhorar o mundo!

Quer receber mais notícias como essa? Cadastre-se neste site (aqui ao lado) e receba as novidades!

Tem dúvidas, críticas, sugestões? Divida comigo e me ajude a melhorar esse blog! Faça seu comentário!

Fontes:

Advertisements

Deixe uma resposta

Copyright © All rights reserved. Newsphere by AF themes.