Tesla desenvolve nova bateria que dura mais de 1,6 milhão de quilômetros

Patentes registradas recentemente aumentaram a expectativa para o Battery Day, exposição tecnológica da Tesla para investidores. Aquisições e projetos ainda não revelados podem indicar o lançamento de veículos cada vez mais próximos dos mil quilômetros de autonomia por carga — pelo menos é o que indica a redação do site InsideEVs e o canal do YouTube Casgains Academy. Em 2019, o departamento de pesquisa da Tesla anunciou que teve sucesso nos testes de desenvolvimento de uma nova bateria capaz de rodar mais de 1 milhão de milhas – o equivalente a 1,6 milhão de quilômetros. A novidade dura até três vezes mais que algumas das atuais baterias da fabricante.

O pesquisador-chefe da Tesla, Jeff Dahn, e os membros do Departamento de Física e Ciências Atmosféricas da Universidade Dalhousie, divulgaram no fim de 2019 um artigo que aponta para o desenvolvimento de células de bateria capazes de durar mais de 1,6 milhão de quilômetros na estrada, ou 20 anos se utilizadas na rede armazenamento de energia.

Segundo Elon Musk, o CEO da Tesla, a ideia é levar esta tecnologia para o mundo real já no próximo ano. Isto resolveria um dos principais problemas dos elétricos: o fato de os carros serem projetados para aguentarem milhões de quilômetros, mas as baterias mais modernas ainda não ultrapassaram a marca de 800 mil quilômetros de vida útil em seus melhores resultados.

Nova bateria conta com o dobro da durabilidade em relação às baterias atuais Imagem: Reprodução internet

A novidade também representa um passo importante em outro objetivo da Tesla: o de criar uma frota de “táxis-robôs” em 2020. Segundo Musk, estes carros autônomos poderiam revolucionar a mobilidade urbana, mas precisam ser duráveis para a conta financeira fechar.

De acordo com o estudo publicado em parceria com a Universidade de Dalhouise, a nova bateria conta com uma célula de íon-lítio, possui um novo sistema de resfriamento ativo e traz um cristal e um eletrólito de última geração.

Com um sistema de resfriamento ativo, os pesquisadores conseguiram elevar a vida útil das células da bateria para mais de 6.000 ciclos, o que facilmente significaria mais de 1 milhão de quilômetros em uma boa bateria, de acordo com um estudo publicado no Journal of The Electrochemical Society. Eles testaram as células da bateria sob diferentes condições, e mesmo sob uma temperatura extrema de 40° C, essas duravam 4.000 ciclos.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais, seja engenheiro, arquiteto ou simpatizante! Vamos fazer chegar ao máximo de pessoas possível! Conhecimento nunca é demais e com conhecimento poderemos mudar a vida de outras pessoas e melhorar o mundo!

Quer receber mais notícias como essa? Cadastre-se neste site (aqui ao lado) e receba as novidades!

Tem dúvidas, críticas, sugestões? Divida comigo e me ajude a melhorar esse blog! Faça seu comentário!

Fontes:

Advertisements

Deixe uma resposta