Tudo que você deve saber sobre Engenharia Civil

Está pensando em fazer engenharia civil? Essa é uma das mais tradicionais modalidades da Engenharia e forma profissionais capazes de elaborar, executar e fiscalizar projetos e obras como casas, prédios, pontes, viadutos, estradas e barragens. A Engenharia Civil compreende a concepção, o projeto, a construção e a manutenção de todos os tipos de infraestruturas e estruturas necessárias para o bem-estar das pessoas e desenvolvimento da sociedade. Por meio da Engenharia Civil que projetamos e construímos nossas cidades, impulsionando o crescimento e o avanço da sociedade. Devido aos crescentes desafios sócio-ambientais por todo o planeta, cada vez mais são necessários profissionais de engenharia bem qualificados.

Ao longo da faculdade, o aluno desenvolve a capacidade de analisar os condicionantes do terreno, especificar as redes de instalações, garantir a segurança da construção, manter custos e prazos dentro do planejado e gerenciar a equipe da obra.

O engenheiro civil deve ser, antes de mais nada, um solucionador de problemas. Devido a formação que estimula o raciocínio lógico, o engenheiro civil é um cartesiano, que se soma às características pragmáticas e utilitárias das disciplinas técnicas estudadas no curso. É por isso que temos matérias consideradas pelos próprios estudantes como maçantes: cálculo (1, 2, 3 e 4), geometria analítica, cálculo numérico, física (1, 2, 3) e química. Essas matérias preparam o raciocínio lógico do engenheiro para ser um bom solucionador de problemas.

Porém, além da capacidade de raciocínio lógico o bom engenheiro deve também ser capaz de ser adaptável, flexível, versátil. O engenheiro deve, portanto, ser um construtor de pontes, ao invés de muros. Cada vez mais o engenheiro civil deve ter o perfil de líder e gestor para que possa ser um bom solucionador de problemas. O trabalho em equipe é um atributo que deve ser buscado por todo engenheiro civil.

Dubai – Uma das maiores realizações da engenharia da era moderna

Capaz de aplicar conhecimentos específicos de forma prática com o intuito de produzir novas utilidades, o engenheiro estuda o problema, planeja uma solução, verifica a viabilidade econômica e técnica, e coordena o desenvolvimento ou até mesmo a produção.

O curso de Engenharia Civil

Engenheiros projetam materiais, estruturas e sistemas; consideram as limitações impostas pela praticidade, regulamentação, segurança e custo.

Para atuar em qualquer tipo de engenharia é preciso fazer um curso de bacharelado que tem duração de 4 a 6 anos, dependendo da modalidade (matutino ou vespertino).

A estrutura curricular do curso conta com disciplinas generalistas nas áreas de Física, Matemática e Química. As disciplinas específicas da prática profissional de um engenheiro civil apresentam conceitos sobre:

  • Estática das Estruturas
  • Desenho Técnico
  • Eletricidade
  • Estruturas de Concreto, Madeira e Aço
  • Hidráulica
  • Mecânica dos Solos
  • Resistência dos Materiais
  • Economia
  • Administração
  • Noções de Arquitetura
  • Legislação

Ao final do curso, o aluno precisa realizar um estágio supervisionado na área.

Uma vez formado no curso de Engenharia Civil, o profissional pode se especializar por meio de pós-graduação na área desejada ou se preferir ainda pode fazer um curso de mestrado e, posteriormente, doutorado.

Segundo o Guia de Carreira Catho, “32% dos profissionais nessa área são graduados em Engenharia Civil 24% têm curso de pós-graduação 34% têm inglês intermediário” (fev/2019).

O que faz um Engenheiro Civil

Um profissional de engenharia deve ter interesse nas novas tecnologias, mas antes de tudo precisa saber das ciências básicas.

Por ser uma pessoa de formação técnico-científica, o profissional deve ser capaz de resolver problemas tecnológicos, práticos e muitas vezes complexos, ligados à concepção, realização e implementação de produtos, sistemas e serviços.

É o engenheiro que vai ter o papel de entender qual é a melhor solução para determinado problema e “dar um jeito” para que essa solução seja possível de ser realizada no prazo e no custo determinado.

Saber atuar em equipes multidisciplinares é fundamental, pois o trabalho no dia a dia envolve especialistas tanto de ciências básicas quando de ciências aplicadas. Também é preciso saber projetar e conduzir experimentos e, com visão científica, analisar e interpretar resultados.

Outro ponto que deve ser levado em conta é a educação continuada. Saber se comunicar efetivamente – oral e escrita – e ter habilidades de informática (Excel, Autocad, Revit, MsProject, Ftool) são importantes para quem quer crescer na área.

Onde o Engenheiro Civil pode trabalhar

A Engenharia Civil é a responsável por projetar e executar obras, bem como acompanhar as etapas da construção ou reforma. Além disso, o engenheiro civil também pode especificar pequena redes de instalações elétricas, hidráulicas e saneamento. Com amplo campo de atuação para o profissional formado na área, o estudante pode se especializar em diversos segmentos, como:

Construção civil: projetando, construindo e reformando prédios residenciais e comerciais, bem como grandes instalações (shoppings, aeroportos, estágios). Gestão de pessoas e equipes é um atributo muito importante para quem quer seguir nessa área.

Sede da Televisão Central da China

Estruturas e fundações: Nesse ramo, o engenheiro civil vai trabalhar basicamente em escritório. Esses engenheiros serão responsáveis pelo projeto de fundações e estruturas de madeira, aço, ou concreto, que servem de apoio às construções, calculando as dimensões e o material necessário para a obra.

Geotecnia: trabalha com a mecânica dos solos, escavações, investigações e análise geotécnica, contenções, barragens, entre outras coisas. Essa é uma das áreas de engenharia civil mais complexas e que mais estão em alta. Para trabalhar nela, é preciso que o engenheiro faça, após a faculdade, um uma especialização ou mestrado em geotecnia. O engenheiro que não possuir mestrado pode apenas trabalhar em obras pouco complexas.

Gerência de recursos prediais: mantém a infraestrutura dos prédios em ordem com o intuito de estabelecer padrões de qualidade, ocupação e uso do espaço.

Usina Hidrelétrica de Itaipu

Hidráulica e recursos hídricos: projetando, gerenciando e executando canais, reservatórios, sistemas de irrigação, drenagem e até mesmo obras costeiras.

Southern Cross Station – Austrália

Infraestrutura e transporte: projetando e construindo obras como rodovias, ferrovias, viadutos, portos, aeroportos, metrôs, túneis e viadutos. Além disso também faz o planejamento de sistemas de transportes, logística, estudo de tráfego e gestão de operações de redes de aeroportos e portos.

Ambiental: É difícil não estar ciente da necessidade de preservação do meio ambiente. E a Engenharia Civil pode ser ligada a uma especialização ambiental, permitindo que o profissional desenvolva trabalhos com resíduos sólidos, poluentes, líquidos, entre outros. Ao contrário do engenheiro ambiental, o engenheiro civil especializado na área ambiental irá focar nas construções e seus poluentes, raramente lidando com o fator social diretamente.

Saneamento: projetando e construindo obras de saneamento básico, como redes de captação e distribuição de água e estações de tratamento de água e esgotos.

Perícias: o engenheiro civil pode trabalhar fazendo perícias em construções novas para financiamentos bancários ou perícias para avaliação de imóveis. A principal função do Perito Judicial com foco em engenharia civil é apresentar diretrizes ao juiz, que mostram os possíveis riscos de acidentes em obras. Ele deve emitir um laudo pericial que ajude o Juízo na tomada de decisão em ações processuais complexas

Gestão de Projetos: como um bom solucionador de problemas, solucionar as questões envolvendo a tríplice restrição (escopo, custo e prazo) dos projetos é uma tarefa que grande parte dos engenheiros civis pode cumprir com qualidade. Para isso, precisa desenvolver a sua liderança e gestão de pessoas;

Quanto ganha um profissional da Engenharia Civil?

Você sabia que a Engenharia Civil está entre as profissões mais bem pagas do Brasil? De acordo com a Catho, e do blog Guia de Carreira, um estagiário de engenharia civil ganha em média R$ 1.356,11 e um trainee em engenharia civil ganha entre R$ 2.800 a R$ 5.370, com média salarial de R$ 3.963. A média salarial de um engenheiro civil é de R$ 7.334,46, segundo o Guia de Carreira da Catho – fevereiro/2019. Um diretor de engenharia civil ganha em média R$ 22.873.

Principais habilidades

  • Saber resolver problemas complexos
  • Capacidade de tomar decisões
  • Capacidade de liderança
  • Capacidade matemáticas
  • Trabalho em equipe
  • Gestão de projetos
  • Capacidades de escrita

Quais são as melhores universidades de Engenharia Civil?

Você quer se tornar um engenheiro civil e não sabe quais são as melhores universidades do Brasil e do Mundo? Clique aqui e aqui para conhecer.

Você sabe qual é a melhor universidade de engenharia do mundo? Saiba mais aqui!

Softwares mais utilizados  

Alguns softwares fazem parte da vida do engenheiro civil e alguns outros ele acabará entrando em contato em algum momento da graduação ou da carreira. Separamos alguns deles com uma breve explicação abaixo:

AutoCad: software de Desenho Assistido por Computador (DAC) ou CAD (do inglês: computer aided design) em 2D e 3D (3 dimensões), utilizado para a criação de projetos para edifícios, projetos hidráulicos, sistemas elétricos, pontes e outros projetos de engenharia mecânica, elétricacivil. Clique aqui para baixar o AutoCad 360.

Revit: esse software é utilizado para Modelagem de Informações de Construção. Suas ferramentas possibilitam planejar, projetar e construir e gerenciar modelos de infraestrutura. Clique aqui para saber mais.

Sketchup: ele é um software do tipo CAD, onde você pode criar projetos em 3D de forma precisa e simples.

Eberick: esse programa é utilizado para projetos estruturais em concreto armado e pré moldado, com análise de estrutura, dimensionamento e detalhamento final.

CAD/TQS: é um sistema computacional gráfico que auxilia na criação de projetos de estrutura de concreto protendido, armado e em alvenaria.

Microsoft Excel: esse software não poderia faltar. O conhecimento de Excel é muito importante para o engenheiro mecânico, pois as planilhas eletrônicas são muito úteis na organização de dados e tabelas, além de servir principalmente na hora de apresentar um relatório.  

Microsoft Project: esse software é muito utilizado para gerenciamento de custos e prazos. O conhecimento de Project é muito importante para o engenheiro mecânico que trabalham com projetos mais complexos e com várias atividades envolvidas.

Ftool: software utilizado para simulações estruturais. Utilizado principalmente para estruturas metálicas. Clique aqui para saber mais e aqui para baixar gratuitamente.

Matlab: software de desenvolvimento que pode ser aplicado para diversos fins. Apresenta interfaces que permitem resolver, analisar e simular vários problemas na área da engenharia, utilizando linguagem própria, não muito diferente da C/C++, além da linguagem de blocos (Simulink).  

SolidWorks: foi criado para facilitar a vida de engenheiros e projetistas. Ele possibilita não só a criação (em 2D e 3D) de peças, como também a simulação de resistência, durabilidade e diversas outras características, facilitando e muito o desenvolvimento do produto.

Você sabia 1?

Engenheiro é uma palavra que surgiu no século XIV, e significava “construtor de engenhos (máquinas) militares”. Veio do antigo francês engigneor, que por sua vez provinha da palavra latina ingenium, isto é, qualidade, talento, genialidade, habilidade.

Mais tarde, surgiu o engenheiro civil, que aplicava sua capacidade de descobrir soluções práticas não na guerra mas nas cidades e em tempo de paz.

Você sabia 2?

Alexandre Gustave Eiffel foi um engenheiro francês. Formado pela École Centrale Paris, ele fez seu nome construindo várias pontes para a rede ferroviária francesa, mais notoriamente o viaduto Garabit.

Ele é mais conhecido pela mundialmente famosa Torre Eiffel, construída para a Exposição Universal de 1889 em Paris, e sua contribuição para a construção da Estátua da Liberdade em Nova Iorque. Após sua aposentadoria da engenharia, Eiffel concentrou-se em pesquisas sobre meteorologia e aerodinâmica, fazendo contribuições significativas em ambos os campos.

Você sabia 3?

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) realizou um estudo que prevê carência de profissionais para 2020. Segundo essa projeção, a escassez de engenheiros não será pela falta de profissionais formados, mas pela falta de pessoas qualificadas. Isso quer dizer que, em números, haverá engenheiros suficientes para suprir a demanda — no entanto, esse mercado requer mais profissionais de qualidade.

Como o investimento na formação para a Engenharia foi tímido nas últimas décadas, ainda é baixo o número de pessoas com experiência e capacitação suficientes para assumir cargos altos, como os de gerência. Por isso, atualmente, as grandes organizações carecem de líderes para conduzir seus projetos de Engenharia.

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais, seja engenheiro, arquiteto ou simpatizante! Vamos fazer chegar ao máximo de pessoas possível! Conhecimento nunca é demais e com conhecimento poderemos mudar a vida de outras pessoas e melhorar o mundo!

Quer receber mais notícias como essa? Cadastre-se neste site (aqui ao lado) e receba as novidades!

Tem dúvidas, críticas, sugestões? Divida comigo e me ajude a melhorar esse blog! Faça seu comentário!

Fontes:

Advertisements

Um comentário sobre “Tudo que você deve saber sobre Engenharia Civil

Deixe uma resposta